Hacker Wars veio a público em 17 de Outubro de 2014 e é um documentário extraordinário sobre a luta pelo controlo da informação, entre o FBI/Governo e os hactivistas.

Este caso atingiu contornos internacionais ao ser tratado na Rollingstone, Vice, The Wall Street Journal, The New York Times, The Washington Post, Wired, Gawker, BuzzFeed, e no The Nation, bem como em conhecidos meios de comunicação de França e UK. Mas não só… Também apareceu caricaturado na temporada 2 de House of Cards, com Kevin Spacey, a propósito da prisão de Barret Brown e a sua condenação a 105 anos de prisão.

Este documentário centra-se na Rustle League: Barrett Brown, Weev (Andrew Auernheimer), Jeremy Hammond (Anarchaos), Subverzo, Jamie Cochran (Asshurtsmacfags) e outros, assumem-se como “Freedom Fighters”  um grupo de hackers responsável por diversos ataques a empresas que apelidavam de “vigilância ofensiva” dos USA. Hackearam também várias contas do grupo de hackers “Anonymous”, afirmando-se como os verdadeiros activistas.

Desde a AT&T (que controla as comunicações móveis), à Stratfor que a Rustle League considera ser a versão empresarial da CIA e que está no mercado para quem possa adquirir os seus serviços, ou o “Tripwire” programa não assumido de vigilância através de cameras CCTV, a guerra foi total…. E aqueles que foram apanhados e presos, só o foram porque assumiram publicamente os seus actos.

Em resumo, será a “Rustle League” um grupo de terroristas que deve ser combatido com determinação, ou será um grupo de conhecimento que quer abrir os olhos das pessoas para aquilo que estas devem saber?

Documentário incrível pelas mãos de Vivien Lesnik Weisman, com banda sonora de YT Cracker. Um som agressivo para um documentário agressivo!