Pensam alguns especialistas que como forma antecipação para o lançamento dos óculos de de realidade virtual e realidade aumentada previstos para 2020, Tim Cook, o CEO da Apple veio dizer isto.

O motivo é simples: esses óculos que se prevê que venham a ter capacidade de imagem de 8k em cada lente e que sejam wireless, terão a breve trecho a capacidade de traduzir automaticamente qualquer língua (veja-se o exemplo do pioneiro Google Glass, em mais de 20 linguagens diferentes). E portanto para Tim Cook, aprender a programar com código ou simplesmente “Learning to code” é mais importante agora do que falar inglês.

Por esta razão começam a aparecer para os jovens, diversas maneiras divertidas de aprender “código” sem que isso implique “estudar”.

SmartGurlz apareceu no Shark Tank em 2017 (programa onde os empreendedores apresentam as suas “Billion Dollar Ideas” a investidores de topo).

O fundador e CEO da SmartGurlz, Sharmi Albrechtsen, neste episódio da cadeia ABC, explicou que inventou este conceito para que a sua filha se começasse a interessar por questões tecnológicas, que iriam determinar o seu futuro.

E como é que se brinca com a Smartgurlz aprendendo código? É simples: “Maria” ou “Emma” são bonecas que conduzem uma scooter de auto-equilíbrio ou lambreta motorizada, tal como uma scooter Segway, e usando uma aplicação chamada SugarCoded, temos que conduzir a boneca pelo percurso que entendermos. Para que ela se movimente, é preciso ir seleccionando opções de código, para depois ver acontecer o resultado da anterior programação.

Porque a ideia foi considerada espantosa, Albrechtsen acabou por sair com um acordo de 200.000 dólares em troca de uma participação de 25% em sua empresa. Mas a Smartgurlz está actualmente a arrecadar ainda mais fundos através do site de “crowdfunding” SeedInvest, tendo acumulado até ao momento mais 150.000 dólares americanos.

Estas bonecas custam 79 dólares e podem ser compradas aqui. Mas já não são só as meninas que andam a brincar com as bonecas… Os pais também estão a comprá-las para si.

Este tipo de abordagem à aprendizagem de código não é completamente original. A Apple disponibilizou no passado uma divertida App para mobile, o Swift Playgrounds, para crianças aprenderem código enquanto jogam. E vão continuar a multliplicar-se as iniciativas para que todos aprendam pelo menos uma linguagem de programação.

Aqui fica um conselho: a linguagem de programação mais fácil de aprender é sem dúvida Python. Demora cerca de 6 meses, se houver uma dedicação mínima de algumas horas por dia. É a linguagem favorita dos hackers (pois é rápida e directa) que a usam juntamente com o Kali Linux, mas é também a linguagem maioritariamente utilizada pela CIA, NSA, FBI, bem como pelas empresas de jogos online como a Playstation.