App connects to car and let user control it
A chave digital deverá chegar ainda durante o primeiro trimestre de 2019, altura em que vamos deixar de ter que andar carregados com chaves, porque bastará o telemóvel. O porta-chaves vai ser substituído pelo smartphone e bastará chegar perto do automóvel para fazer o “unlock”, ou ligar o motor!
Um consórcio de fabricantes de smartphones e carros publicou há dois dias as especificações técnicas para uma nova chave digital funcionar na maior parte dos automóveis.
O “Consórcio de Conectividade de Carro” (CCC), inclui a Apple, a LG e a Samsung, bem como Volkswagen, Audi, GM e mais marcas de automóveis, o que significa basicamente que esta tecnologia vai poder ser utilizada pelos fãs do Galaxy e do IPhone.
Este assunto não é contudo, completamente novo. Os carros da Tesla já o fazem, a novidade é passarmos a ter todos os fabricantes ou pelo menos os maiores fabricantes de automóveis a adoptar esta tecnologia.
Resumidamente a formação deste consórcio deve-se ao facto de não ser desejável que a digital Key funcione em sistemas diferentes, pretendendo apresentar um sistema universal para carros.
A chave digital trava, destrava, liga o motor e compartilha o acesso ao carro. O CCC está a usar tecnologias  já existentes, como infra-estrutura Near-field communication (NFC) e o Trusted Service Manager (TSM), para fazer com que a chave digital universal venha a público o mais depressa possível.
Desta forma, o papel da organização não é tanto reunir contributos para desenvolver uma tecnologia nova, mas sim reunir todos, com vista a padronizar a utilização da digital key.
Sem muitos pormenores, sabe-se que o “Consórcio da conectividade do Carro”, já divulgou as especificações técnicas para a versão 1.0, mas já existe até uma versão 2.0 a caminho.
A razão de haver uma versão 2.0, deve-se ao facto de na primeira versão não ser possível o utilizador fazer configurações, e estas terem que ser feitas pelo fornecedor.
Numa tecnologia que pretende vir a ser a base do car-sharing, a versão 2.0 é fundamental. Nos Estados Unidos, serviços como o Zipcar, Turo e Getaround já são comuns, e car-sharing na Europa já se espalhou por Austrália, Alemanha, Reino Unido e França.
Ver também Odisseia dos Carros do Futuro, pelo Bit2Geek.
Credits: LEEDDONG via Getty Images