DARPA é a Agência de Projectos de Pesquisa Avançada de Defesa dos Estados Unidos. Foi criada em 1958 por militares e cientistas sob a supervisão do Presidente Eisennhower, muito em resposta à vitória “política” da União Soviética, ao ter conseguido lançar no espaço o satélite Sputnik 1, antes dos Estados Unidos.

Actualmente esta agência reporta directamente ao Departamento de Defesa dos EUA, e tem um orçamento anual de 2,8 bilhões. O objectivo dos cerca de 300 funcionários que integram esta agência é tentar manter a liderança tecnológica dos Estados Unidos, e alertar para possíveis avanços tecnológicos de adversários dos Estados Unidos.

Recentemente a DARPA chamou a atenção de alguns analistas internacionais, por ter divulgado na sua página o GXV-T, mais concretamente o programa Ground X-Vehicle Technologies.
Este programa tem como objectivo melhorar a mobilidade, a capacidade de sobrevivência, a segurança e a eficácia dos veículos de combate do Futuro.
Esta nova abordagem, tem como mote a rápida deslocação face á diminuição da blindagem.
Neste vídeo, ficamos a conhecer o conceito de “Mobilidade Radicalmente Melhorada”.
Assim, em Maio deste ano, no Aberdeen Test Center, a DARPA fez algumas demonstrações dos resultados de uma parceria com o Centro Nacional de Engenharia Robótica da Carnegie Mellon University (CMU NREC), para criar o veículo idealizado.
Segundo o programa GXV-T , os futuros veículos de combate poderão atravessar até 95% do terreno off-road, incluindo zonas com várias elevações. Para isso vem equipado com a nova “Suspensão de Viagem Extrema Multi-modo” (METS). O sistema METS da Pratt & Miller tem como objectivo permitir viagens em alta velocidade em terrenos acidentados, mantendo o veículo na posição vertical e minimizando o desconforto dos ocupantes.

Para além do idealizado no vídeo de conceito, com estas suspensões autónomas que mantêm o centro de gravidade, os recursos apresentados incluem uma tecnologia revolucionária de trilha de roda reconfigurável

Estes veículos vêm equipados também com o V-PANE da Raytheon BBN Technologies, que combina dados de várias cameras de vídeo montadas no veículo, e que permitem criar um modelo 3-D em tempo real não só do próprio veículo como dos seus arredores. Isso significa que o veículo possa por exemplo ser telecomandado.
Foi a Honeywell International a conceber o cockpit sem janelas para este veículo todo-terreno (ATV). Nas demonstrações foram apresentados óculos de protecção 3-D quase-oculares para eventuais condutores. Este veículo é acompanhado de janelas activas com telas de exibição do exterior, em alta resolução.
A participação da Raytheon Technologies, e por estar ligada ao desenvolvimento de um buggy de combate (projecto que ainda estará em desenvolvimento), faz-nos acreditar que a estes veículos todo-o-terreno, se possa juntar a tecnologia laser que os EUA estão a desenvolver, e de que falei neste artigo, inicialmente desenhada para o referido buggy.

Sobre a tecnologia das reconfiguráveis, há a referir que estas não são contudo uma “exclusividade” das forças armadas, com vista a melhorar a capacidade de deslocação no terreno para surpreender o inimigo.

De facto esta tecnologia é a que vai substituir as actuais rodas dos eventuais sucessores do rover de exploração de Marte, Curiosity! E esta é a principal razão pela qual este tipo de tecnologia e os seus desenvolvimentos, são fundamentais.

O sucesso desta tecnologia e tecnologia conexa vai significar uma capacidade de exploração de outros planetas do sistema solar, nunca antes vista.