Há mais ou menos 5 anos atrás, Cody Wilson de 25 anos, puxou pela primeira vez o gatilho de uma arma “printable” em 3D, a que chamou “Liberator”. Nessa altura encontrava-se numa região remota do Texas, e resolveu testar a sua invenção com uma bala de calibre 38.
Uma vez que a arma não lhe explodiu nas mãos e que consequentemente a sua invenção tinha resultado, regressou a casa em Austin e fez o Upload das plantas desta arma para o seu site Defcad.com.
Palavra puxa palavra e nos dias seguintes os planos desta arma tiveram mais de 100.000 downloads.
Fundador do projecto Defense Distributed, que criou após abandonar o curso de Direito na Universidade do Texas, Cody pretende criar o maior repositório mundial de arquivos de armas digitais, ou armas “printable” numa impressora 3D.
Entretanto a situação complicou-se… Mais ou menos uma semana após ter lançado os planos online, e estes terem sido replicados por diversos sites na Deep Web, Cody recebeu uma carta em casa do Departamento de Estado dos EUA, exigindo que os planos fossem retirados do site, caso contrário enfrentaria um complicado processo judicial, por estar a violar diversas leis de “controlo federal de exportação”, contidas num regulamento conhecido por ITAR…
Nessa altura, Cody Wilson acabou por ser acusado de exportar armas sem licença, como se tivesse enviado uma arma de plástico para o México, em vez ter colocado os planos para a arma online, como efectivamente aconteceu.
Face a estes desenvolvimentos, Cody resolveu retirar do ar o seu site DEFCAD. Contudo o facto de ter retirado do ar o site, não invalidava que continuasse a estar sujeito a milhões de dólares em multas, bem como a tempo de prisão, por ter disponibilizado este arquivo para download.
Face a isto, Wilson resolveu ir para tribunal contestar a Lei, e há 5 dias atrás Cody GANHOU!
Ao fazê-lo não só retirou de cima de si as acusações a que estava sujeito, como desbloqueou mundialmente a era das armas digitais, que podem agora ser impressas em casa.
Este é um caso complexo, porque a possibilidade de imprimir armas, fabricando-as sem o controlo do governo, levanta mundialmente demasiadas questões… Mas o que é facto é que este site vai passar a fazê-lo, e o projecto anarquista de Cody Wilson, que vinha a ser perseguido desde 2015, acabou com o Governo derrotado.
Os argumentos para esta vitória foram que o Governo dos EUA não tinha o direito de impedir alguém de compartilhar informação, e de deliberadamente querer confundir uma arma com um arquivo digital…
Portanto à parte de armas com calibre 50, armas automáticas e armas raras que usam munição sem caixa, Cody Wilson pode postar no seu site os planos e projectos que entender.
Segundo Wilson afirmou no final deste processo, esta vitória “será uma parte irrevogável da vida política, que as armas sejam baixadas e nós ajudamos a fazer isso.”
O Defcad.com já está em reconstrução, e será lançado antes do final deste mês. A partir de agora a arma que foi desenhada entre 2012 e 2013 vai deixar de ser o prato forte, para passarmos a ver espingardas como a AR-15 Olman Hernandez 2 e outras semi-automáticas DiY exóticas.
O site na altura de relançamento vai estar aberto a contribuições dos privados, o que significa que quanto mais seja angariado, mais projectos vamos poder ver publicados.