Conceito de caça equipado com lasers (AFRL)

A Força Aérea Americana anunciou recentemente o desenvolvimento de um sistema de lasers de combate. Os testes efetuados em White Sands mostraram que era capaz de uma cadência de abate bem sucedida de múltiplos mísseis. Prevê-se que, futuramente, o sistema SHIELD seja utilizado para defender aeronaves em voo.

SHIELD: Armas Laser na Aviação

SHIELD Laser
Sistema de lasers SHIELD (AFRL)

Isto significa que iremos ver, num futuro próximo, aviões de combate equipados com lasers capazes de destruir alvos? Talvez. O sistema Self-Protect High-Energy Laser Demonstrator (SHIELD) é, para já, uma bateria terrestre. Mas os testes efetuados pela Força Aérea americana demonstraram que este é um sistema viável e eficaz. Mostrou-se capaz de abater múltiplos alvos. No entanto, o passo seguinte é miniaturizar a tecnologia. Com isto, será possível criar sistemas ativos de defesa em voo. Prevê-se que estes lasers sejam incorporados em turretas ou pods, tornando-se mais uma arma ao dispor dos pilotos de combate.

Ainda estamos longe dos blasters e rayguns dos combates espaciais da ficção científica. No entanto, estes lasers SHIELD, e outros, aproximam os sistemas de armamento um pouco mais desses futuros imaginados.

***IMPORTANTE***

Não se esqueça de ajudar o Bit2Geek a crescer nas redes sociais, para termos mais colaboradores e mais conteúdo, 👍? A sua ajuda muda tudo!

 

***E clique em baixo para saber mais…

China estreia arma laser que provoca “carbonização instantânea”.

Artigo anteriorUm meteorito caiu no Sul da Austrália. O que aconteceu exactamente?
Próximo artigoCapturas na Rede: Diretório de Leituras Intrigantes (27 de Maio)
Professor de TIC e coordenador PTE no AEVP onde dinamiza os projetos As TIC em 3D, LCD - Clube de Robótica; Fab@rts: o 3D nas Mãos da Educação, distinguido com prémio de mérito da Rede de Bibliotecas Escolares. Distinguido com o prémio Inclusão e Literacia Digital em 2016 (FCT/Rede TIC e Sociedade). Licenciado em ensino de Educação Visual e Tecnológica, Mestre em Informática Educacional pela Universidade Católica Portuguesa. Correntemente, frequenta pós-graduação em Programação e Robótica na Educação pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Tutor online na Universidade Aberta. Formador especializado em introdução à modelação e impressão 3D em contextos educacionais na ANPRI (Associação Nacional de Professores de Informática) e CFAERC. Co-criador do projeto de robótica educativa open source de baixo custo Robot Anprino. Colaborador do fablab Lab Aberto, em Torres Vedras. O seu mais recente projeto é ser um dos coordenadores do concurso 3Digital, que estimula a utilização de tecnologias 3D com alunos do ensino básico e secundário.