inkbit 3D
Impressora 3D Inkbit.

Esta impressora parece ser o sonho de qualquer um que se dedique à impressão 3D. A Inkbit, uma startup incubada no MIT, está a desenvolver uma impressora 3D que utiliza visão computacional e inteligência artificial. O objetivo é o de criar uma máquina de impressão com autonomia, que analise o processo de impressão em tempo real e efetue ajustes e correções que sejam necessárias.

Inkbit: Resolve a  Difícil Fiabilidade da Impressão 3D

Inkbit 3D
Objetos impressos na impressora 3D Inkbit.

Quem trabalha com impressão 3D conhece a dificuldade de obter fiabilidade nas impressões. Os fatores que podem correr mal são muitos. Diferenças pontuais de temperatura diminuem a qualidade do objeto. Partículas microscópicas alojadas no nozzle podem provocar entupimentos. Variações de temperatura, ou problemas de adesividade, podem provocar descolamento da peça. Erros de gCode provocam desnivelamentos, ou bloqueios. A lista do que pode correr mal numa impressão 3D é muito grande. O tipo de material em que se imprime é outro fator de potencial problema. Parte do trabalho que quem se dedica à impressão 3D é testar materiais, verificar as suas temperaturas otimizadas de fusão em relação à velocidade de extrusão. Sempre que uma impressão corre mal, é tempo e material desperdiçado.

O que a Inkbit propõe é uma abordagem em que a impressora reage às condições e problemáticas de impressão. A sua impressora 3D é capaz de imprimir em múltiplos materiais. Incorpora um sistema de visão computacional que analisa em tempo real cada camada de impressão para detetar problemas. O sistema de Inteligência Artificial age, corrigindo o processo de impressão se necessário. Com isto, diminui o potencial de erros de impressão, especialmente em materiais difíceis de imprimir. Mas esta impressora pode ir mais longe. O sistema de visão computacional permite inserir objetos externos no processo de impressão, controlando o nozzle para incorporar esse objeto no modelo a imprimir. Com isto, torna-se possível incorporar elementos eletrónicos na impressão 3D. Com deteção e correção automatizada de problemas, e capacidade de introdução de elementos, esta impressora promete garantir bons resultados. E, com isso, melhorar a tecnologia de impressão 3D.

***IMPORTANTE***

Não se esqueça de ajudar o Bit2Geek a crescer nas redes sociais, para termos mais colaboradores e mais conteúdo, 👍? A sua ajuda muda tudo!

 

***E clique em baixo para saber mais…

Impressão 3D em Seis Eixos Desenvolvida em Portugal

Artigo anteriorSabia Que… Há Robots Que Servem Bicas?
Próximo artigoSabia que… Este Robot É Capaz de Lavar Pratos?
Professor de TIC e coordenador PTE no AEVP onde dinamiza os projetos As TIC em 3D, LCD - Clube de Robótica; Fab@rts: o 3D nas Mãos da Educação, distinguido com prémio de mérito da Rede de Bibliotecas Escolares. Distinguido com o prémio Inclusão e Literacia Digital em 2016 (FCT/Rede TIC e Sociedade). Licenciado em ensino de Educação Visual e Tecnológica, Mestre em Informática Educacional pela Universidade Católica Portuguesa. Correntemente, frequenta pós-graduação em Programação e Robótica na Educação pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Tutor online na Universidade Aberta. Formador especializado em introdução à modelação e impressão 3D em contextos educacionais na ANPRI (Associação Nacional de Professores de Informática) e CFAERC. Co-criador do projeto de robótica educativa open source de baixo custo Robot Anprino. Colaborador do fablab Lab Aberto, em Torres Vedras. O seu mais recente projeto é ser um dos coordenadores do concurso 3Digital, que estimula a utilização de tecnologias 3D com alunos do ensino básico e secundário.