ESA
Estrutura óssea bioimpressa (ESA – SJM Photography)

As futuras missões orbitais de longa duração, quer à Lua ou a Marte, irão rquerer o desenvolvimento de novas tecnologias de suporte de vida. Uma das respostas possíveis a esta questão está na bioimpressão 3D. A ESA está a investigar ativamente o uso de manufatura aditiva em diferentes contextos de exploração espacial. E a biomedicina é um dos campos sob mira. Neste projeto, estão a ser desenvolvidas técnicas de bioimpressão de osso em microgravidade.

Bioimpressão 3D na ESA

Este projeto da ESA está a ser desenvolvido no Hospital Universitário da Universidade Técnica de Dresden. Liderado por Tommaso Ghidini, tem como objetivo desenvolver tecnologias de bioimpressão 3D em microgravidade. A médio prazo, pretende-se desenvolver a capacidade de imprimir osso ou tecido humano no espaço. O objetivo é claro: para que em missões espaciais de longa duração, os astronautas tenham ao seu dispor soluções médicas em caso de doença ou acidente. Dispondo de bioimpressoras, podem reagir em situações de urgência, e não é necessário gastar o espaço limitado de uma nave com abastecimentos médicos para qualquer eventualidade.

Este projeto da ESA não se foca apenas na tecnologia de impressão 3D. O problema central é de fluidez. As biotintas atuais, baseadas em plasma sanguíneo rico em nutrientes, são demasiado fluídas para impressão em gravidade zero. Os investigadores estão a desenvolver uma tinta de bioimpressão cuja viscosidade foi ampliada com engrossadores cosméticos, metilcelulose e um alginato derivado de plantas. Com este material, foram capazes de imprimir tecido e estruturas ósseas. Para simular as condições de microgravidade, as bioimpressoras deste projeto imprimem, literalmente, de pernas para o ar.

***IMPORTANTE***

GOSTOU? Siga-nos para saber mais e não se esqueça de ajudar o Bit2Geek a crescer nas redes sociais, para termos mais colaboradores e mais conteúdo, 👍?

A sua ajuda muda tudo! Obrigado!

 

***Quer saber mais sobre Manufactura Aditiva na Medicina??? Clique em baixo!

Bioimpressão 3D: A Manufatura Aditiva na Medicina

Artigo anteriorCapturas na Rede – 14 de Julho: Algoritmos do Amanhã
Próximo artigoSabia Que… Este Algoritmo Reconhece e Edita Fotografias?
Professor de TIC e coordenador PTE no AEVP onde dinamiza os projetos As TIC em 3D, LCD - Clube de Robótica; Fab@rts: o 3D nas Mãos da Educação, distinguido com prémio de mérito da Rede de Bibliotecas Escolares. Distinguido com o prémio Inclusão e Literacia Digital em 2016 (FCT/Rede TIC e Sociedade). Licenciado em ensino de Educação Visual e Tecnológica, Mestre em Informática Educacional pela Universidade Católica Portuguesa. Correntemente, frequenta pós-graduação em Programação e Robótica na Educação pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Tutor online na Universidade Aberta. Formador especializado em introdução à modelação e impressão 3D em contextos educacionais na ANPRI (Associação Nacional de Professores de Informática) e CFAERC. Co-criador do projeto de robótica educativa open source de baixo custo Robot Anprino. Colaborador do fablab Lab Aberto, em Torres Vedras. O seu mais recente projeto é ser um dos coordenadores do concurso 3Digital, que estimula a utilização de tecnologias 3D com alunos do ensino básico e secundário.