imagens
Reconhecimento de formas em imagens (Gandelsman, Shocher e Irani).

Como editar imagens de forma automatizada? O algoritmo Double-DIP utiliza técnicas de aprendizagem profunda em inteligência artificial para identificar e isolar elementos, permitindo rápidas edições de imagem.

Editar Imagens com Inteligência Artificial

imagens
Comparação de resultados entre algoritmos Double DIP (Gandelsman, Shocher e Irani).

O objetivo dos investigadores não é o de encontrar mais uma técnica de manipulação de imagem. Com esta técnica, pretende-se facilitar o trabalho de análise forense, observação de animais, análise de imagens de satélites, ou outras aplicações em que pode ser necessário pesquisar grandes quantidades de imagens. No entanto, também poderá ter aplicabilidade em software comercial de edição de imagem. Mas não servirá para gerar imagens, tal como já se pode fazer com texto.

Os algoritmos DIP (Deep Image Prior) são concebidos num princípio similar ao que o cérebro humano usa para processar informação visual. São treinados com bases de dados de imagens que os ensinam a reconhecer hierarquias de formas e objetos. O resultado, é serem capazes de extrapolar que forma ou objeto deveria estar presente quando a imagem não tem boa qualidade. Na sua forma mais avançada, dois destes algoritmos são emparelhados para analisar imagens face a um dado alvo, em processos iterativos em que os algoritmos tentam atingir resultados fiáveis. Com esta técnica, o trabalho de detetar e isolar formas em grandes quantidades de fotografias fica mais facilitado.

***IMPORTANTE***

Não se esqueça de ajudar o Bit2Geek a crescer nas redes sociais, para termos mais colaboradores e mais conteúdo, 👍? A sua ajuda muda tudo!

 

***E clique em baixo para saber mais…

Utilizar Inteligência Artificial para Compreender a Criação Artística

Artigo anteriorSabia Que… Em Breve, Poderemos Imprimir Ossos no Espaço?
Próximo artigoSabia Que… Este Satélite Pode Imprimir a Sua Estrutura No Espaço?
Professor de TIC e coordenador PTE no AEVP onde dinamiza os projetos As TIC em 3D, LCD - Clube de Robótica; Fab@rts: o 3D nas Mãos da Educação, distinguido com prémio de mérito da Rede de Bibliotecas Escolares. Distinguido com o prémio Inclusão e Literacia Digital em 2016 (FCT/Rede TIC e Sociedade). Licenciado em ensino de Educação Visual e Tecnológica, Mestre em Informática Educacional pela Universidade Católica Portuguesa. Correntemente, frequenta pós-graduação em Programação e Robótica na Educação pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Tutor online na Universidade Aberta. Formador especializado em introdução à modelação e impressão 3D em contextos educacionais na ANPRI (Associação Nacional de Professores de Informática) e CFAERC. Co-criador do projeto de robótica educativa open source de baixo custo Robot Anprino. Colaborador do fablab Lab Aberto, em Torres Vedras. O seu mais recente projeto é ser um dos coordenadores do concurso 3Digital, que estimula a utilização de tecnologias 3D com alunos do ensino básico e secundário.