Toyota

Quando começarmos a estabelecer uma presença humana permanente na Lua, como é que nos vamos deslocar na sua superfície? Os astronautas das missões Apollo dispunham do icónico Moon Buggy, um veículo todo o terreno concebido para caber nos espaços exíguos das cápsulas Apollo. Mas em futuras colónias lunares, serão precisos veículos mais complexos, que terão servir de abrigo a astronautas em missões prolongadas na superfície. Recentemente, a Toyota e a JAXA, agência espacial japonesa, revelaram o seu conceito de rover lunar.

Conduzir um Toyota na Lua

O projeto terá três anos para ser desenvolvido e construído um protótipo. O objetivo é o de criar um rover lunar de interior pressurizado, alimentado por células de combustível. O projeto é ambicioso. A Toyota e a JAXA estão a apontar a construção do protótipo para 2022. 2027 é o prazo para a construção do protótipo de lançamento, e se o plano se mantiver, 2029 será o ano em que este veículo rodará na superfície lunar.

O potencial desta tecnologia é muito grande. A equipe de desenvolvimento está a planear para missões às zonas polares da Lua. Estas podem ser em busca de  recursos hídricos ou outro tipo de recursos. Mas este conceito da Toyota também pode ser usado nos planos da NASA ou da ESA de estabelecer bases lunares. E, também, usado como tecnologia pelas empresas que estudam as possibilidades de extração de recursos lunares.

***IMPORTANTE***

Não se esqueça de ajudar o Bit2Geek a crescer nas redes sociais, para termos mais colaboradores e mais conteúdo, 👍? A sua ajuda muda tudo!

 

***E clique em baixo para saber mais…

NASA escolhe a MAXAR para começar a Fase 1 da Missão Artemis

Artigo anteriorCapturas na Rede – 11 de Agosto: Notas do Futuro
Próximo artigoTensão no Espaço: da Guerra das Estrelas ao hacking espacial
Professor de TIC e coordenador PTE no AEVP onde dinamiza os projetos As TIC em 3D, LCD - Clube de Robótica; Fab@rts: o 3D nas Mãos da Educação, distinguido com prémio de mérito da Rede de Bibliotecas Escolares. Distinguido com o prémio Inclusão e Literacia Digital em 2016 (FCT/Rede TIC e Sociedade). Licenciado em ensino de Educação Visual e Tecnológica, Mestre em Informática Educacional pela Universidade Católica Portuguesa. Correntemente, frequenta pós-graduação em Programação e Robótica na Educação pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Tutor online na Universidade Aberta. Formador especializado em introdução à modelação e impressão 3D em contextos educacionais na ANPRI (Associação Nacional de Professores de Informática) e CFAERC. Co-criador do projeto de robótica educativa open source de baixo custo Robot Anprino. Colaborador do fablab Lab Aberto, em Torres Vedras. O seu mais recente projeto é ser um dos coordenadores do concurso 3Digital, que estimula a utilização de tecnologias 3D com alunos do ensino básico e secundário.