ups

A UPS foi discreta nesta iniciativa. Anunciou recentemente que tem estado a experimentar veículos pesados autónomos, desenvolvidos pela TuSimple, para transportar correio e encomendas no Arizona. No anúncio, em que sinalizou um investimento nesta empresa especializada em desenvolvimento de automação para veículos pesados, revelou ainda que planeia um serviço de ligação entre as cidades de Dallas e Phoenix, como teste a este tipo de sistemas.

As Suas Encomendas UPS, Entregues por Robots

O primeiro objetivo deste sistema é o de reduzir custos de transporte rodoviário. O outro grande objetivo desta parceria está no desenvolvimento de tecnologias de automação que se aproximem do quarto nível dos veículos autónomos. Nesta escala, o quarto nível indica veículos capazes de executar um percurso com destino definido, sem intervenção humana. Mas, para já, o motorista continua a ser um elemento necessário. Os veículos usados pela UPS aproximam-se do nível 4 de autonomia automóvel, que em teoria não deveriam necessitar de intervenção humana. No entanto, depende de tecnologias experimentais e em desenvolvimento. Cada camião TuSimple da UPS é monitorizado por um condutor, capaz de intervir em situações inesperadas, e um engenheiro

A TuSimple não constrói veículos autónomos de raiz. Adapta camiões com um kit de autonomia que desenvolveu. Os algoritmos de visão computacional que utiliza dependem do input combinado de câmaras e sensores LIDAR. Embora embrionário, este projeto é mais um passo no desenvolvimento das tecnologias de veículos autónomos.

***IMPORTANTE***

Não se esqueça de ajudar o Bit2Geek a crescer nas redes sociais, para termos mais colaboradores e mais conteúdo, 👍? A sua ajuda muda tudo!

 

***E clique em baixo para saber mais…

FCAS: O Futuro da Aeronáutica Militar Europeia

Artigo anteriorCapturas na Rede (15 de setembro): História e Histórias
Próximo artigoSabia Que… Este Motor Inovador Bate Recordes de Velocidade?
Professor de TIC e coordenador PTE no AEVP onde dinamiza os projetos As TIC em 3D, LCD - Clube de Robótica; Fab@rts: o 3D nas Mãos da Educação, distinguido com prémio de mérito da Rede de Bibliotecas Escolares. Distinguido com o prémio Inclusão e Literacia Digital em 2016 (FCT/Rede TIC e Sociedade). Licenciado em ensino de Educação Visual e Tecnológica, Mestre em Informática Educacional pela Universidade Católica Portuguesa. Correntemente, frequenta pós-graduação em Programação e Robótica na Educação pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Tutor online na Universidade Aberta. Formador especializado em introdução à modelação e impressão 3D em contextos educacionais na ANPRI (Associação Nacional de Professores de Informática) e CFAERC. Co-criador do projeto de robótica educativa open source de baixo custo Robot Anprino. Colaborador do fablab Lab Aberto, em Torres Vedras. O seu mais recente projeto é ser um dos coordenadores do concurso 3Digital, que estimula a utilização de tecnologias 3D com alunos do ensino básico e secundário.