A melhor forma de definir os Neons (Artificial Intelligence Humanoid Chatbots), é dizer que  é uma Inteligência Artificial com carácter próprio, que vai ser capaz de conversar com um humano sobre qualquer tópico.

Não é especulação: a “Beta” destes “humanóides” virtuais estará LIVE ainda em 2020, tal como foi anunciado na CES 2020 (Feira tecnológica anual da responsabilidade da Consumer Technology Association – CTA).

Como aparecem os NEONS?

Os últimos anos têm ficado marcados pelo desenvolvimento de assistentes virtuais, como o Google Home, o Amazon Alexa e a Siri da Apple. Estes assistentes virtuais fazem encomendas via net, apagam e acendem luzes e até conseguem fazer algumas piadas, sendo que na verdade ainda estão muito sujeitos ao erro, e o seu campo de acção é ainda limitado… Resumidamente, são “inteligências artificiais” ainda pouco inteligentes para serem utilizadas recorrentemente por um humano. De facto, o tempo que leva activar um comando de um assistente virtual, para realizar uma tarefa “simples”, não compensa ainda o esforço que um humano precisa de despender para realizar a mesma tarefa mais rápido e sem a possibilidade de erro.

Mas a mudança foi anunciada hoje!

Hoje a Google anunciou com detalhe, via a publicação de um artigo científico, que está a desenvolver um “humano virtual”, ou seja um Chatbot (uma Inteligência Artificial que tem a capacidade de interagir ou melhor, “conversar” com um humano real sobre qualquer tópico). Esse Humano Virtual ou Chatbot vai chamar-se Meena!

O Meena distingue-se das “Inteligências Artificiais” que corporizam os Assistentes Virtuais (Alexa, Siri, etc), por ter um domínio aberto ou seja, não faz só aquilo para que está previamente programado… De facto o Meena foi pensado para conversar “contextualmente”, sobre o assunto que nos apetecer, não importa o tópico.

Segundo a Google, isto só é possível porque a base de dados da Google não tem fim, tendo o Meena sido treinado para perceber “40 bilhões de palavras extraídas e filtradas de conversas de mídia social de domínio público”.

Outro aspecto interessante deste algoritmo que gere o Meena, é que ele terá a capacidade de perceber e distinguir entre informação de carácter específico e não-específico ou seja, irá entender o que está ou não relacionado intimamente com a personalidade do seu interlocutor ou não, respondendo em conformidade.

Se um humano médio tem a capacidade de cerca de 86% de aprender a verdade do tendencioso, a informação específica da não-específica, o Meena foi elevado até aos 79%, O QUE É NOTÁVEL. O record até agora pertencia ao Pandora Bots, que há quatro anos atrás conseguiu atingir os 56%, tenho por isso ganho um prémio…

Mas o Meena não é o único humano virtual em desenvolvimento. também a Microsoft adquiriu Semantics Machines e está a trabalhar há pelo menos 2 anos no desenvolvimento do seu Humano Virtual.

Se nos lembrarmos do que o CEO da Google (Sundar Pichai) apresentou há cerca de uma ano atrás, as coisas parecem começar a fazer mais sentido… Tal como nesta experiência, o Google Assistant (recurso Google Duplex), faz uma chamada telefónica sem que nos possamos aperceber que se trata de um chatbot (um robô para “conversa”).

Nesta altura apenas foi explicado que o recurso Google Duplex estaria disponível a partir de 2022, altura em que poderia vir a substituir os Call Centers, uma vez que pode estar operacional dia e noite.

Agora os NEONS são o passo seguinte…

Os NEONS não são um produto da Google mas sim da Samsung. E a Samsung apresentou na CES 2020 uma TV 8K, além de ter apresentado o seu humano virtual, que desta vez vem acompanhado de um Avatar ou seja, de uma imagem.

Conhecido como Neon, estes humanos vão ter a capacidade de demonstrar emoções e são feitos para serem nossos amigos.

Desenvolvido pelo Grupo STAR – Samsung Technology & Advanced Research – o NEON fala uma variedade de idiomas, como inglês, japonês, espanhol e hindu e vêm para surpreender: “Existem milhões de espécies em nosso planeta, e esperamos adicionar mais uma”, disse Pranav Mistry, CEO da Neon e chefe da STAR Labs, em comunicado à imprensa. “Os néons serão nossos amigos, colaboradores e companheiros, aprendendo continuamente, evoluindo e formando memórias de suas interações.”

Os NEONS têm como função aprender mais sobre nós, para que nos possam auxiliar como conselheiros. Numa palavra, foram feitos para nos ajudar a evoluir.

As possibilidades aqui são imensas. Com a tecnologia de Deep Fakes, podemos ficcionar que no futuro (e futuro próximo) será possível termos um NEON em cada casa, com o aspecto que quisermos: desde um ente falecido, a um chefe militar como o Napoleão, a um desportista famoso ou uma estrela de rock. Os primeiros passos estão a ser dados agora numa Inteligência Artificial que já é quase tão inteligente como um humano, que irá aprender tudo sobre nós desenvolvendo uma carácter adequado à conversação com o utilizador, e que no futuro nos será apresentado em 8K (e possivelmente em 3D também), num ambiente à escolha, com uma dinâmica corporal (que ainda está em desenvolvimento), mas que será para nós muito real senão “quase presente”!!!

A BETA dos NEONS começa já em 2020! Não é boato!

Sigam o Twitter dos NEONS para irem acompanhando os últimos desenvolvimentos.

***IMPORTANTE***

Não se esqueça de ajudar o Bit2Geek a crescer nas redes sociais, para termos mais colaboradores e mais conteúdo, 👍? A sua ajuda muda tudo!

 

***E clique em baixo para saber mais…

Robots que lêem os nossos pensamentos, foram desenvolvidos pelo MIT!

***Ou então clique aqui!

Robôs domésticos, de socorro ou médicos. A realidade já esteve mais longe da ficção