Esta semana, os destaques vão para a monotonia da aposta em streaming da Disney, lançamentos de BD portuguesa para 2021, e recordar Richard Corben. Fala-se da iniciativa Hour of Code, da vigilância sobre crianças nas escolas, dos efeitos benéficos dos videojogos e de redes LoRa. Ainda se descobre porque é que o jornalismo continua a ser importante, recordamos o dia em que a Terra, quer dizer, a Google e os seus serviços, parou, e a poesia de Safo. Mais leituras vos aguardam nas Capturas desta semana, em modo pós-natalício.

Ficção Científica e Cultura Pop

serviços
Piccard’s Ocean Diving Balloon: Era suposto afundar-se?

David Soares: A Luz Miserável: Recordar um dos melhores livros de David Soares, indiscutivelmente um dos mais marcantes escritores tenebrosos portugueses.

Trillium – Jeff Lemire: Uma das obras mais interessantes de comics de ficção científica.

23 libros recomendados para regalar esta Navidad de los editores de Xataka: Mais sugestões literárias? Bem, porque livros, é aquilo que nunca temos em excesso, mesmo que se amontoem nas estantes.

David Schleinkofer: Faz recordar uma cena de um filme clássico, não faz?

Disney anuncia mais de 100 séries e filmes Star Wars, Marvel e Pixar para os próximos 10 anos: Isto é mais do mesmo, seguido de mais do mesmo, e complementado por ainda mais do mesmo. É despejar conteúdos derivativos até à exaustão. Há que encher os serviços de streaming, produzir conteúdos a metro, e esmifrar ao máximo a propriedade intelectual. Nada de novo, o esquema é antigo, nem sequer é um exclusivo da disney, apenas surpreende pela quantidade avassaladora. Deixa a terrível sensação de que após um brilhante início, com os serviços de streaming a serem uma forma de novas linguagens criativas em televisão chegarem ao público global, as lutas por supremacia entre os serviços em competição irão causar uma estagnação cultural, com os serviços a diferenciarem-se pela propriedade intelectual que já detém, e oferecendo mais do mesmo para seduzir assinantes.

serviços

Monarch: Todo um género de literatura popular que hoje está praticamente esquecido. O Wild West já não aquece o sangue.

Que BD portuguesa vai sair em 2021? (Parte 1): Ai, a carteira. O próximo ano promete em termos de novidades de banda desenhada portuguesa, entre novos lançamentos e aqueles que ficaram adiados de 2020. A lista é grande, e cheia de livros que parecem muito promissores.

retroscifiart:Art by HR Van Dongen. From Tomorrow and Beyond: Visões clássicas.

Comics Folk Remember the Late, Great, Richard Corben: Não era um dos meus criadores de comics favoritos, algo no estilo gráfico dele sempre me repeliu. No entanto, é impossível não o considerar como um dos grandes criadores de comics, com aquele estilo muito pessoal que tinha. Deixou-nos, recentemente. Fica a obra.

serviços

Rick Sternbach: Em órbita.

Please Be Nice To Me e outras estórias, de Xico Santos: Um livro de BD portuguesa que promete ser interessante. As pranchas que foram divulgadas são visualmente muito boas.

Poul Anderson: A Execução Fatal: As ligações entre ficção científica e ideologias políticas, demonstradas através de un conto clássico.

LA SCIENCE FICTION HISTOIRE DE LA SCIENCE FICTION: Como é que se diz em francês? Tais toi et prend mon argent? Apesar de me parecer uma BD muito verbosa e didaticista, tocando demasiado na iconografia fílmica. Mas, uma história da ficção científica em banda desenhada, como resistir?

Tecnologia

Learn CS with CodeBytes and 115 new Hour of Code activities: O movimento Hour of Code está a crescer, e este ano há mais propostas e atividades. Estou intrigado com os CodeBytes, tutoriais curtos para aprender algo de novo. Por cá, a ANPRI organizou um mooc que desafiou professores de informática e outras áreas a descobrir a computação unplugged, programação usando telemóveis e ferramentas de arte com inteligência artificial. Ferramentas que agora estão nas mãos de crianças de todo o país.

3D Printing in Aviation: Algumas das aplicações de impressão 3D na indústria aeronáutica, essencialmente em peças e componentes complexos.

Instagram would be better off without Facebook: Definitivamente. Recordo com nostalgia os velhos tempos de uma rede social dedicada à imagem, e não uma espécie de facebook para millenials, que é aquilo em que o instagram e os seus serviços se estão a tornar.
Using AI To Fill In Missing Text From Ancient Babylonian Tablets: Essencialmente, reconstruir elementos perdidos nos textos, analisando o contexto. Uma daquelas tarefas de análise estatística que os algoritmos fazem muito bem.
La ESA encarga la construcción del avión espacial reutililzable Space Rider: Será que é desta que a Europa passa a dispor de uma nave espacial reutilizável? As coisas na ESA avançam a passo de caracol paciente, se não houver atrasos, só em 2023 poderemos ver um destes a ir ao espaço.
U.S. Schools Are Buying Phone-Hacking Tech That the FBI Uses to Investigate Terrorists: Estas histórias inspiram-me sempre, como professor e gestor de sistemas digitais na educação. Inspiram-me a reforçar a proteção de privacidade, quer nos sistemas cuja gestão é da minha responsabilidade, quer na consciencialização dos alunos de que os seus dispositivos tecnológicos são, acima de tudo, algo pessoal e privado e que essa privacidade tem de ser respeitada pelos adultos.
The Racist Legacy of Computer-Generated Humans: Um racismo não intencional, assente na otimização de parâmetros e desenvolvimento de tecnologias 3D realistas que se focam na simulação perfeita da pele e cabelos caucasianos.
Artificial intelligence finds surprising patterns in Earth’s biological mass extinctions: O surpreendente é isto ser considerado surpreendente, encontrar padrões complexos em conjuntos de dados é uma das grandes valências da Inteligência Artificial.
Google adds more AR animals to mobile Search and most of them are pretty cute: Duas notas. O crescimento da realidade aumentada, e o claro investimento da Google nesta área. Esperemos que não termine da mesma forma que o seu investimento em realidade virtual, que está em processo de se tornar mais uma lápide no cemitério de serviços google.
Evidência científica no uso de Videojogos como tratamento de crianças: Esperem, mas não é suposto ser o contrário, os jogos darem cabo da saúde das crianças? Será possível que tenham efeitos benéficos, ou que os apregados efeitos maléficos sejam especulações alarmistas infundadas?
IRC over LoRa, For When Things Really Go South: Não é muito conhecida do grande público, mas a comunidade LoRa está a fazer coisas interessantes no domínio da internet distribuída de baixo consumo e seus serviços.

O blockchain anti-fakenews da Miguel Sousa Tavares: Um dos mais divertidos fait-divers deste final de 2020, aquele momento em que um comentador muito famoso da nossa praça conseguiu a proeza de revelar uma profunda ignorância sobre tecnologia – e, por extensão, o seu impacto na sociedade, num daqueles programas de televisão cujo target de audiências, diga-se, não aponta para o culto. Talvez o que choca no caso é o à vontade, e ar de conhecimento, com que as alarvidades foram ditas, como se a pessoa que a diz compreendesse realmente do que está a falar. Claramente não sabe, claramente a sua ignorância sobre o tema é total, mas isso não a impede de falar como se tivesse conhecimento profundo do tema. É impossível não perguntar: se é isto o que esta personalidade faz quando fala sobre fake news e blockchain (a patacoada é de rir até às lágrimas), qual será a sua real preparação para todos os outros temas que comenta, muitos dos quais em programas com audiências bem mais abrangentes do que os programas de televisão da manhã?

The Origins of C: Uma história da origem de uma das linguagens de programação mais usadas na computação.

E se a Google… acabasse?: Foi aquele dia de dezembro em que o impossível aconteceu. Os serviços Google foram abaixo, a nível global. A infraestrutura digital em que tantos confiam falhou. Por breves momentos, foi apenas durante meia hora que o mundo ficou sem Gmail, Drive ou Youtube. Faz pensar no quão dependentes nos tornamos destes serviços.

Digital acceleration in the time of coronavirus: Europe: As infraestruturas digitais ajudaram a mitigar o impacto da pandemia nos serviços. E uma das suas consequências está a ser a clareza da necessidade de reforçar o investimento em tecnologia. Alguns exemplos europeus, incluindo a Sonae.

Spain Is Now Officially The Third Nation Of The Future Combat Air System (FCAS) Programme: Mais um parceiro para o projeto da futura aeronave de combate europeia.

2020 headlines: Dar a um algoritmo GPT o desafio de prever títulos de notícias. Vindo do blog AI Weirdness, já sabemos que a coisa vai ficar bizarra.

Modernidade

O esplendor das Redes Sociais: Intrigante. Somos criaturas sociais, mas o tempo que passamos a socializar é mais baixo do que se esperava, e tende a reduzir-se ao longo da vida. O que talvez ajude a perceber o gosto que temos por redes sociais virtuais, que ajudam a combater o isolamento a que parecemos estar condenados.

What Ancient Cave Art Teaches Us About The Place Of Art In Human Existence: Temos tendência a considerar o impulso artístico como uma característica de sociedades avançadas, onde há condições de prosperidade para suportar uma atividade que não traz benefícios primários imediatos. Mas então, como explicar o impulso artístico da arte rupestre?

PornHub se ha deshecho de todos los vídeos no verificados de su plataforma: ha borrado millones de vídeos de un plumazo: Afinal, o jornalismo ainda funciona. Depois de um artigo no New York Times onde o foco estava nas más práticas deste site, referindo inclusivamente a facilidade com que vídeos de vítimas de abuso sexual, algumas menores, circulavam, os seus gestores tomaram medidas. Drásticas. Os avisos foram mais que muitos, mas foi preciso um jornal olhar para o assunto para realmente a empresa se mexer. É por estas coisas que o jornalismo é essencial na nossa sociedade.

Sappho — How Much Do We Really Know About Her?: Refletir sobre o pouco que se sabe desta poetisa da antiguidade, cuja obra sobrevive em fugazes fragmentos.
Who The Book Thieves Are: Pode parecer surpreendente, mas o pacato mundo da bibliofilia também tem o seu lado negro.

***IMPORTANTE***

Não se esqueça de ajudar o Bit2Geek a crescer nas redes sociais, para termos mais colaboradores e mais conteúdo, 👍? A sua ajuda muda tudo!

***E clique em baixo para saber mais…

Livros: As Boas Leituras de 2020

Artigo anteriorSabia Que… O ZEROe Voará Com Hidrogénio?
Próximo artigoSabia que… A Talgo Testa Comboios a Hidrogénio?
Professor de TIC e coordenador PTE no AEVP onde dinamiza os projetos As TIC em 3D, LCD - Clube de Robótica; Fab@rts: o 3D nas Mãos da Educação, distinguido com prémio de mérito da Rede de Bibliotecas Escolares. Distinguido com o prémio Inclusão e Literacia Digital em 2016 (FCT/Rede TIC e Sociedade). Licenciado em ensino de Educação Visual e Tecnológica, Mestre em Informática Educacional pela Universidade Católica Portuguesa. Correntemente, frequenta pós-graduação em Programação e Robótica na Educação pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Tutor online na Universidade Aberta. Formador especializado em introdução à modelação e impressão 3D em contextos educacionais na ANPRI (Associação Nacional de Professores de Informática) e CFAERC. Co-criador do projeto de robótica educativa open source de baixo custo Robot Anprino. Colaborador do fablab Lab Aberto, em Torres Vedras. O seu mais recente projeto é ser um dos coordenadores do concurso 3Digital, que estimula a utilização de tecnologias 3D com alunos do ensino básico e secundário.