Esta semana, destacamos uma chamada para antologia de literatura fantástica, o amor aos livros através de livrarias lisboetas, e a versão restaurada de uma revista clássica de ficção científica. Fala-se do projeto de reciclagem de telemóveis como dispositivos IoT, da produção de oxigénio em Marte e do bug num software que enviou carteiros inocentes para a prisão. Ainda se reflete sobre desinformação, o acaso e o languescimento. Outras leituras vos aguardam, nas Capturas desta semana.

Ficção Científica e Cultura Pop

R. S. Lonati’s 1968 cover to Utopia Zukunftsroman: Um interface deveras colorido.

Solarpunk: Dalla Disperazione Alla Strategia – Out Now | Future Fiction: Prefácio à recente antologia Solarpunk italiana, com contribuições das novas vozes globais da ficção científica.

Méga Spirou #25: Também estou a ler esta publicação, que me está a surpreender. Percebi recentemente que a minha dieta de BD estava demasiado focada em comics e mangá, e já não fazia a mínima ideia do que se passa com o panorama francófono. Em parte porque cresci nos tempos da dominância da Bande Dessinée por cá, onde comics ou outras formas eram raras e não muito bem aceites. Este desconhecimento combate-se lendo, e chegam cá duas excelentes formas de conhecer o que se faz em França – a L’Immanquable, especializada na pré-publicação de álbuns divididos em episódios, e esta Méga Spirou. Que é dirigida a um público mais infanto-juvenil, se bem que fico a pensar que os adolescentes franceses são mais adultos do que se pensa ap ler as histórias do implacável gato Crapule, de Dad e os seus dilemas de ser um pai solteiro com três filhas, ou Tamara, a típica adolescente normal e insegura que namora com o rapaz mais giro da escola, ou a discreta genialidade de Imbattable, o herói cujos poderes são o apropriar-se da gramática da banda desenhada para salvar o dia. O outro pormenor interessante? Entre os 8€ da Immanquable e os 6€ da Méga, é boa banda desenhada, contemporânea (embora a Méga republique álbuns clássicos), a bom preço.

Se seguis este blogue, sabei por este anúncio: Chamada para uma nova antologia de contos, de exuberância apocalíptica, dirigida por Luís Filipe Silva e editada pela Divergência. Se se sentirem inspirados ou tiverem um manuscrito a languescer nos vossos arquivos, aproveitem e submetam.

A BRIEF HISTORY OF PULP FICTION: Uma curta, mas bem completa, história das publicações pulp, dos seus primórdios na era da industrialização até à decadência nos tempos da televisão.

projeto

The Second World War In The Air!: Bem, aqueles aviões não voavam assim tão alto…

DC Launches New Horror Imprint, Called DC Horror, For The Conjuring: Bem, faço minhas as palavras do cronista. Há… eras? lustres? atrás, a DC tinha uma chancela dedicada ao fantástico, que marcou pela qualidade estética, mas foi deixada morrer. Agora volta a experimentar chancelas dedicadas, já o fez com a Hill House (títulos concebidos por Joe Hill) e agora com uma parceria com séries televisivas. Para quem conheceu o elevado nível da Vertigo, estas novas incursões da DC sabem a pouco.

Dia Mundial do Livro: os livros que encontrámos noutras histórias: Sugestões de leitura do Shifter, provocadoras e acutilantes, como tudo neste projeto.

Quatro livrarias de Lisboa que ajudam a explicar o vício dos livros: É o melhor vício do mundo, digo eu, impenitente bibliófago. Neste artigo, visitamos quatro recantos de Lisboa que são uma perdição para os amantes de livros e da leitura.

audientvoid13: RIP Enzo Sciotti – 1944-2021: Coisas cinema exploitation.

Revista Magazine de Ficção Científica n° 5: O Sci-Fi tropical continua o seu projeto de digitalização de clássicos da FC, desta vez com o restauro do número 5 da revista Magazine de Ficção Científica.

projeto

‘Mission to Other-Earth,’ 1978-80: Futurismo clássico.

26 novelas y cómics de ciencia ficción para comprar o regalar el Día del Libro: É sempre interessante olhar para estas listas vindas do lado de lá da fronteira, percebendo que o dinamismo do mercado literário no que toca às ficções de género é enorme, e também para encontrar autores espanhóis a descobrir.

Tecnologia

This miniature version of Starry Night was made with a “laser paintbrush”: Um projeot no cruzamento entre lasers, metais e o princípio da iridescência – cor que depende da forma como o material reflete a luz, e não de pigmentos base.

This is your brain on Zoom: Uma análise ao efeito de fadiga das videoconferências, e um truque fácil para o minimizar – pausas de dez minutos entre cada 30.

Navio científico construído em Portugal lançado ao mar: Não ganha pontos pela beleza, mas é um excelente cruzamento de saberes e tecnologias portuguesas. Este navio foi concebido como forma de testar novas tecnologias de ciência marítima. Um projeto português, vindo do Inesc-Tec.

Scan the World partners with Google Arts & Culture for open-source 3D printable artefacts: Confesso que adoro o projeto Scan the World, com o seu objetivo de digitalizar o património material. É parte essencial dos meus workshops de impressão 3D. Agora, com esta parceria com o Arts & Culture, os seus recursos ganham mais um canal de visibilidade.

EU outlines wide-ranging AI regulation, but leaves the door open for police surveillance: É o chamado caminho do meio, que a UE tem anunciado e chega agora às diretivas comunitárias. Uma visão da Inteligência Artificial enquanto ferramenta ao serviço das pessoas, longe do capitalismo desenfreado americano ou da hipervigilância totalitária chinesa. Não será uma legislação perfeita, mas é um princípio.

Samsung opens beta on Galaxy Upcycling to breathe new life into old phones: Um projeto interessante, que incentiva à reciclagem de smartphones. Podemos já não os querer nos bolsos, mas não deixam de ser poderosos dispositivos computacionais, carregados de sensores. Porque não usá-los como dispositivos IoT? A Samsung percebeu o óbvio (e que os makers já fazem), e iniciou este programa de reciclagem de smartphones como dispositivos IoT.

Mars Perseverance rover successfully inhaled carbon dioxide and exhaled oxygen: A mais recente missão marciana soma primeiros passos, com este projeto. Depois do primeiro voo de uma aeronave no planeta vermelho, temos uma experiência que mostra que é possível converter o dióxido de carbono da atmosfera marciana em oxigénio. Será um primeiro passo para a terraformação de Marte?

Deepfake tech takes on satellite maps: Soa alarmista, porque é fácil pensar em mil e uma utilizações criminosas desta tecnologia aplicada ao mapeamento de satélite, mas os investigadores que a desenvolveram mostram outras vertentes – o ser capaz de preencher espaços de informação inexistente em mapas.

How TikTok Chooses Which Songs Go Viral: O verdadeiramente interessante neste artigo é perceber como a ByteDance domina os mecanismos de viralização em rede social, e os usa para maximizar a forma como o conteúdo se dissemina no TikTok, com enormes ganhos para criadores e rede. Claro, confesso que a minha inocência face às redes sociais já se desvaneceu há muito, e perceber que o TikTok assenta na profissionalização de uma suposta espontaneidade viral não me choca. Talvez choque aqueles que viam no TikTok uma alternativa à curadoria algorítmica do Facebook, Instagram e Twitter.

HDR+ with Bracketing on Pixel Phones: Mais uma incursão de inteligência artificial no dia a dia, com este algoritmo de otimização de fotografia HDR, que permite que as fotos tiradas nos telemóveis tenham uma qualidade muito superior ao que a lente permite.

The Endless Acid Banger: Música automática, gerada por algoritmos aleatórios cujo input podemos controlar. Soa tanto ao electropop que se ouve por aí…

Bad software sent postal workers to jail, because no one wanted to admit it could be wrong: Todos nós já lidámos com situações de erros em sistemas informáticos em que quem os usa demora a perceber que o erro está do seu lado. Mas nunca tinha deparado com um erro tão prevalente, e tão prejudicial para os afetados. Um erro de software que levou muitos trabalhadores à prisão, e uma incrível cegueira administrativa para não analisar o sistema e mantê-lo em funcionamento. Geralmente, quando falamos de erros algorítmicos aborda-se erros de software que afetam vidas. Neste caso, nem sequer se chega à inteligência artificial, o sistema mal concebido antecede os correntes desenvolvimentos em IA.

ISS Update: Crew Dragon Endeavour Officially Begins Her Second Trip to the Orbital Outpost: Uma missão notável, porque quer o lançador quer a cápsula são reutilizadas, tendo já sido usadas em missões anteriores. É o passo certo para a exploração espacial.

Dutch politicians were tricked by a deepfake video chat: Gosto particularmente da nota de indignação do parlamento holandês face a este elegante uso de deepfake para desinformação. Mostra que até um país razoavelmente avançado, os políticos estão completamente a leste das capacidades destas tecnologias. Aqueles que, recordo, analisam, legislam e tomam decisões sobre o uso de tecnologias.

Hitting the Books: How IBM’s metadata research made US drones even deadlier: A ciência de dados ao serviço militar, tornando possíveis ataques cirúrgicos que eliminem suspeitos de terrorismo não provas concretas, mas porque a análise aos meta-dados dos seus dispositivos digitais encaixam num padrão de comportamento. A ética disto é discutível, no mínimo, mas é bom recordar que em muitas partes do planeta, andam drones pelos céus em buscas automatizadas a este tipo de alvos.

25 de Abril de 2021: o símbolo da liberdade aos olhos da máquina: Um projeto artístico, que cruza inteligência artificial com um olhar para a simbologia histórica. O interessante trabalho de uma jovem artista, que treinou um algoritmo para representar imagens de cravos.

Google adiciona Pac-Man, Gundam, Hello Kitty e outros em realidade aumentada: A Google continua a sua discreta aposta na realidade aumentada, cativando-nos com estes brinquedos digitais que podemos ver nos espaços reais.

Artificial Intelligence Is Misreading Human Emotion: A base do reconhecimento emocional a partir do reconhecimento facial parte do trabalho de Paul Ekman a catalogar emoções. Mas esse trabalho tem os seus problemas, nomeadamente o de assumir uma ligação direta entre expressões e emoções (e nem se fala das diferenças culturais). No entanto, está a ser cegamente aplicado a algoritmos, com um enorme potencial de erros.

When AIs Start Hacking: Medo. Hacking por algoritmos dedicados, que não se cansam, auto-aprendem e otimizam os métodos de ataque? Haverá defesa para isto?

Hedy: A programming language you can learn gradually: Descobri esta linguagem de programação graças às minhas aventuras como EU Codeweek Leading Teacher (PT), um ambiente de aprendizagem de programação que pretende fazer a ponte das linguagens visuais – como o Scratch, para o Python. Conheci recentemente a responsável por este projeto educativo holandês, de uma energia, paixão e entusiasmo contagiante.

Una asignatura de ciberseguridad en colegios e institutos: Congreso y Senado lo piden al Gobierno y varios expertos nos explican cómo debería ser: Confesso que fico um pouco espantado por saber que, do lado de lá da fronteira, ainda se discute que este tipo de temas deveriam fazer parte das abordagens curriculares. Por cá, já fazem, se bem que do programa à realidade das aulas de TIC com tempo semanal demasiado curto, ainda vá uma certa distância.

Holistic Video Scene Understanding with ViP-DeepLab: Mais um algoritmo que aprofunda a questão da percepção 3D na visão computacional, usando inteligência artificial para gerar uma compreensão digital do mundo tridimensional. Um projeto com aplicações óbvias no desenvolvimento de veículos autónomos.

Projeto de Modernidade

projeto
Social Codes at Feral File: Talvez o mais interessante na corrente bolha de entusiasmo e especulação com os NFTs seja isto, o foco com que ilumina a diversidade estética da arte digital. Ou seja, seguir o campo dos NFTs é uma excelente forma de descobrir novos artistas e estéticas.

There’s a Name for the Blah You’re Feeling: It’s Called Languishing: Languescer é, de facto, a emoção do momento. A vida pandémica, com as suas restrições e paralisias, é um sentimento de acumular de atividades perdidas.

How To Fight Online Disinformation: Com censura? Ridicularizando quem publica fake news? Fazendo longos artigos de verificação de factos? Na verdade, a arma mais eficaz no combate à desinformação online tem sido a saturação… com informação correta. O artigo mostra um exemplo muito específico: a vacina para a covid começou logo a agitar os idiotas dos movimentos anti-vacinas, que se estão a aproveitar dos medos para semear a desconfiança. A forma mais eficaz de os combater passou pelas humildes selfies pós-vacinação, tiradas por quem já tomou alguma das doses.

The Mother of All Accidents – Issue 99: Universality: 30 minutos, é o que bastaria para o asteróide que extinguiu os dinossauros ter acertado noutro ponto do planeta, com um impacto bem menor. 30 minutos, e não existiríamos. O papel do acaso na evolução fica bem patente, neste artigo fascinante.

25 histórias pouco antes do Grande Dia 25. A banda desenhada: Recordar o pequeno mundo abafado do estado novo, nesta curta BD.

Why the World Should Worry About India: Se na Europa estamos a ficar otimistas com o avanço da vacinação, e vemos os casos de Gibraltar e Israel, que já vacinaram as suas populações, como um vislumbre de regresso à normalidade, a corrente descida aos infernos pandémicos da Índia mostra que ainda é cedo para otimismos, esta situação está para durar. Estamos num mundo global, interligado, e a violência da pandemia no subcontinente indiano pode gerar mutações que irão complicar a vida aos que já estão vacinados. E, numa pequena nota económica, é a Índia que está a produzir grande parte dos medicamentos, incluindo as vacinas Covid, para o resto do mundo. A situação caótica por lá afeta-nos a todos.

Italian Air Force Unveils Eurofighter Typhoon In Tiger Theme Special Color Scheme: Este ano o Tiger Meet, encontro de esquadrilhas que têm tigres como mascote, será em Beja, e se o The Aviationist se deslumbra com a pintura no Eurofighter italiano que estará cá a representar, diga-se que por cá, o muralista Nark anda a preparar um F-16 da Força Aérea Portuguesa com um projeto para ser um verdadeiro tigre.

Hands On: Do estranho que acontece quando os nossos mecanismos biológicos se desligam, por doença, dos emocionais.

***IMPORTANTE***

Não se esqueça de ajudar o Bit2Geek a crescer nas redes sociais, para termos mais colaboradores e mais conteúdo, 👍? A sua ajuda muda tudo!

***E clique em baixo para saber mais…

Sabia Que… Pode Imprimir em 3D Chaves Ultra-Seguras?

Artigo anteriorCapturas na Rede, 1 de Maio: Tecnologias
Próximo artigoCapturas na Rede, 15 de Maio: Tecnologias
Professor de TIC e coordenador PTE no AEVP onde dinamiza os projetos As TIC em 3D, LCD - Clube de Robótica; Fab@rts: o 3D nas Mãos da Educação, distinguido com prémio de mérito da Rede de Bibliotecas Escolares. Distinguido com o prémio Inclusão e Literacia Digital em 2016 (FCT/Rede TIC e Sociedade). Licenciado em ensino de Educação Visual e Tecnológica, Mestre em Informática Educacional pela Universidade Católica Portuguesa. Correntemente, frequenta pós-graduação em Programação e Robótica na Educação pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Tutor online na Universidade Aberta. Formador especializado em introdução à modelação e impressão 3D em contextos educacionais na ANPRI (Associação Nacional de Professores de Informática) e CFAERC. Co-criador do projeto de robótica educativa open source de baixo custo Robot Anprino. Colaborador do fablab Lab Aberto, em Torres Vedras. O seu mais recente projeto é ser um dos coordenadores do concurso 3Digital, que estimula a utilização de tecnologias 3D com alunos do ensino básico e secundário.