Esta semana, fala-se do ponto de viragem que fez evoluir a literatura de ficção científica, a iminência dos 45 anos da 2000 AD, e de um filme de terror criado por bots. Analisam-se as falácias dos NFTs, os perigos de bloqueio do real em Realidade Aumentada, ou a futura legislação europeia sobre Inteligência Artificial. Ainda se reflete sobre o equilibrio entre vidas pessoal e profissional, Cabiria, ou banquetes infernais. Outras leituras vos aguardam, nas Capturas da semana.

Ficção Científica e Cultura Pop

real

Chris Foss: Iconografias clássicas.

4767) Contracapa de GoogleMeet (24.11.2021): Truísmos, muito bem apanhados por Bráulio Tavares. Esta, “quando alguém afirma que uma questão é “incontornável” é porque está cobrando pedágio nela”, é das coisas que mais vejo quando se fala em Educação.

If Wheel of Time Is Already Confusing You, Here’s Some Good News: Acho que já poucos se lembravam desta série literária de fantasia escrita por Robert Jordan, que teve alguma projeção. Claro que, nos dias que correm, os serviços de streaming andam a raspar os recantos mais recônditos em busca de propriedade intelectual que possam desenvolver, para filmar séries exclusivas que convençam os espectadores a assinar o seu serviço.

After 40 Years, ‘Groo The Wanderer’ Is Headed To Animation. More Uniquely, Creator Sergio Aragonés Still Owns The Character: Na mesma sequência de ideias, sabemos que a sanha de caça às personagens literárias e de BD está ao rubro quando um personagem antigo, discreto e satírico como Groo está prestes a tornar-se uma série de animação.

O Incrível Congresso de Futurologia, de Stanislaw Lem: O Sci-Fi Tropical traz-nos uma versão deste clássico da ficção científica, que pende mais para o absurdismo que para a space opera. Excelente trabalho de Rubens Angelo a enquadrar a obra.

Abel Ferrara, ZEROS AND ONES (2021): Um novo filme do sempre brilhante e inquietante Abel Ferrara? Ainda por cima, em modo experimental, desafiando estéticas e perceções.

The Introduction to Dangerous Visions and New Worlds: Radical Science Fiction, 1950-1985, ed. Andrew Nette and Iain McIntyre (2021): Se a ficção científica é hoje interessante, aberta à diversidade e mais válida enquanto estética literária, em vez de ter fossilizado nas estéticas e temáticas clássicas, tal deve-se ao experimentalismo britânico (e, em menor medida, americano), que renovou o género.

William Maughan’s 1974 cover to Rogue Moon, by Algis Budrys: Visuais experimentais.

SPOILER ALERT: Spoiler Alerts Are Making Us All Stupid: Concordo. A ideia de spoilers representa uma tremenda menorização cultural, a redução da complexidade da obras de arte a um simples momento, como se apenas interessasse o desfecho da história, e o resto fosse acessório.

Fallece Miquel Barceló, fundador de la colección Nova de ciencia-ficción y ensayista clave para el género en España: Obituários é tema ao qual prefiro escapar, mas recordo o quanto aprendi com o guia de leitura sobre ficção científica deste autor, ediror e ensaísta espanhol.

Flores para Algernon: De facto, este é um clássico da ficção científica, mas com defeitos que o tornam questionável. É de sublinhar que Daniel Keyes só ficou conhecido por esta obra, de resto teria sido um escritor completamente esquecido.

´´

The First Horror Movie Written Entirely By Bots: Bem, não me parece que este seja exatamente o primeiro filme criado por algoritmos. Mas há que admirar o humor aleatório, puro nonsense, da história e diálogos desta curta de terror criada por um bot treinado em milhares de horas de filmes de terror.

Brian Bolland Spins 2000AD 45th Anniversary in February 2022 Solicits: 45 anos? A lendária 2000 AD, que nos traz o melhor e mais vibrante dos comics britânicos, já faz 45 anos? Com o icónico (e irónico, embora poucos percebam a ironia) Judge Dredd sempre a iniciar a revista, dá-nos semanalmente histórias intrigantes e bem desenhadas. É a revista que publica Slaine de Pat Mills, Scarlet Traces de Edginton e D’Israeli, The Out, uma genial história de ficção científica de Dan Abnett, personagens fora da caixa como the Diaboliks, Sinister Dexter ou Survival Geeks. E, claro, os sempre inesperados Future Shocks.

4765) Meu personagem existe mesmo (18.11.2021): Estranhas coincidências da literatura, quando alguém no mundo real tem histórias pessoais que se assemelham às de personagens ficcionais.

Of Course It Does: China Unveils New Five-Year-Plan For Film: O foco real está em desenvolver o cinema chinês, construindo mais salas, e apostando em filmes patrióticos que, usando a história ou a ficção científica, projetem uma imagem simpática da China. Ou seja, propaganda clássica.

Tecnologia

OGMA lança sexta-feira a nova Academia da Aeronáutica de Portugal: Lenta, mas com passos decisivos, vai-se desenvolvendo um núcleo português de indústria aeronáutica.

Top Gas Exporters Say They’re Victims of ‘Cancel Culture’: Fico de coração triste por estes injustiçados produtores de petróleo, que se sentem cancelados por uma sociedade que está a migrar de fontes energéticas poluentes em direção a energias sustentáveis.

Artificial intelligence act [EU Legislation in Progress]: Notas sobre as iniciativas legislativas da União Europeia no domínio da Inteligência Artificial.

Who Said Science and Art Were Two Cultures? – Issue 108: Change: A ideia influente de CP Snow implica uma clivagem entre artes e ciências, mas será esse fosso real? A experiência, quer de artistas quer de cientistas, revela que se os métodos são diferentes, os impulsos – estímulo criativo, curiosidade científica – são muito similares.

Download every NFT (all 17 terabytes) for free using this torrent: Quem diria, afinal os NFTs não garantem a propriedade de um ficheiro digital. E, ainda mais incrível, basta um clique de rato para descarregar uma imagem, fazendo cópia automática de uma imagem NFT. Pois, os NFTs são a versão contemporânea da especulação sobre túlipas. O problema nem é o conceito em si, que permite criar um mercado de arte digital baseado em blockchain, mas toda a especulação que tem gerado. Esse absurdo está posto a nu com esta iniciativa, que transformou em torrent todas as imagens que têm sido adquiridas como NFTs (que, diga-se, nunca foi definido como uma definição de imagem única e original, mas sim um token que regista uma cópia com autenticação em registo blockchain de transações).

The Femtojoule Promise of Analog AI: Utilizar circuitos analógicos para desenvolver aplicações de inteligência artificial, uma possível resposta à necessidade de sistemas de lógica difusa, capazes de interagir no mundo real, complexo e sem barreiras definidas.

Pushing Photos Through Wires: Uma história das tecnologias electromecânicas que permitiam enviar imagens à distância, os meios essenciais para disseminação do fotojornalismo antes do aparecimento dos meios digitais.

Cobalt Is the New Oil: Num mundo cada vez mais dependente de tecnologia digital  e eletricidade renovável, quem controlar o acesso às terras raras, a matéria prima que sustenta o mundo digital, controla o pulsar da economia global.

Portugal poderá aumentar financiamento anual à Agência Espacial Europeia (ESA): Uma notícia que mostra o real crescimento, discreto mas sustentado, do sector aeroespacial português.

A ‘techlash’ with Chinese characteristics: A observação mais pertinente deste artigo é sublinhar que o estado chinês só aceita gigantes tecnológicos, se forem submissos à vontade do estado. E não hesita em atacar empresas gigantes, para as meter na ordem.

The Dangerous Experiment on Teen Girls: O problema do instagram e adolescentes, em poucas palavras – a projeção de imagens de idealização do corpo para uma audiência de adolescência insegura, com sentimentos negativos sobre o seu próprio corpo.

Experts Say AR Could Let People “Reality Block” Stuff They Don’t Like: Consigo pensar em imensas obras de ficção científica que tocam exatamente neste ponto. Sobrepor o virtual ao real tem este risco, o de maquilhar o que parece desagradável. E agora, tenho de investigar (para lá da memória, claro), uma genial sátira de Pat Mills, ilustrada por Simon Bisley, em que uma criança cresce com filtros de realidade aumentada definidos pais sobreprotetores, que querem proteger o filho de qualquer eventual trauma. A piada da história está no contraste entre a vida dura da violenta Megacity One, transmutada pela lente virtual em imagens fofas.

Modernidade Real

real
Cabiria, Silent Film Poster, The Temple of Moloch, 1914 -1920’s: Lendário filme dos primórdios do cinema italiano.
What Constable Sacrificed for His Artistic Success: O sucesso artístico, especialmente nas eras mais conservadoras, requer muitas vezes que o estilo do artista se adapte aos gostos institucionais.
Ancient Egyptian Artists Learned Relief Carving on the Job, New Study Finds: Um intrigante desvendar sobre os processos de aprendizagem dos escultores que nos legaram as estelas do antigo Egipto.
Freaky surveillance video shows a real dog playing with a ghost dog: Eu sei, o halloween já passou, mas não resisto a partilhar isto. Provavelmente o vídeo é falso, ou então o cão-fantasma é apenas um cão ágil que salta muito bem as vedações do quintal. Mas não deixa de ser um fait divers divertido.

Before Haunted Houses, There Were Hell Banquets: Uma divertida história do gosto pelo mórbido, transmutado em festa decadente.

Talk To The Hand – How Our Hands Help Us Communicate: A importância dos gestos que fazemos nos processos de comunicação.

The Thai Occupation of Germany: Um pequeno detalhe real da história da I Guerra. A Tailândia enviou um contingente de soldados para combater na frente ocidental, para se afirmar como um país moderno e independente. Confundidos com soldados coloniais franceses, vítimas de racismo, e chegados a França nos últimos meses da guerra, o corpo expedicionário tailandês não viu combates, tendo sido relegado para apoio logístico. Para aplacar os diplomatas tailandeses, os aliados decidiram atribuir ao corpo expedicionário a ocupação de uma pequena cidade alemã.
Nadav Kander: Radioactive ruins of secret Soviet towns: Um fascinante misto de recordar a guerra fria e a estética do abandono urbano.
US intel shows Russian plans for potential Ukraine invasion: Estaremos perante um potencial conflito, com contornos especialmente arriscados? Ou será um teste ao ambiente geopolítico europeu e americano, por parte do regime de Putin?
Work From Home Works Until You Need Time Off: Raramente paramos para pensar na forma como a imediatez das comunicações digitais está a erodir as necessárias fronteiras entre vida pessoal  e profissional. Num destes fins de semana, fiz uma experiência: não li ou respondi a nenhum email profissional. Desde informações da escola a pedidos de alunos, encarregados de educação ou professores. Nada foi lido até ao dia de trabalho a seguir ao fim de semana. Resultado?  Passei uma manhã a dar resposta a mais de cem pedidos. Reconheço o tom de aviso deste artigo,  bem como a sensação de que se não nos mostrarmos disponíveis, nem que seja para tomar conhecimento de uma mensagem, fora das horas de trabalho, estamos de alguma forma a falhar com as nossas responsabilidades. Mas não tem de ser assim, e não podemos resumir a vida ao lado profissional.
The US Military Just Created a Major New Group to Study UFOs: Inserir piada com The Truth is Out There. Mais do que possíveis invasões alienígenas, o que este organismo provavelmente procura são indícios de tecnologias aeronáuticas exóticas desenvolvidas pelos adversários dos americanos com capacidade industrial avançada.
Artigo anteriorCapturas na Rede, 27 de Novembro: Sobre
Próximo artigoCapturas na Rede, 11 de Dezembro: Mundo
Professor de TIC e coordenador PTE no AEVP onde dinamiza os projetos As TIC em 3D, LCD - Clube de Robótica; Fab@rts: o 3D nas Mãos da Educação, distinguido com prémio de mérito da Rede de Bibliotecas Escolares. Distinguido com o prémio Inclusão e Literacia Digital em 2016 (FCT/Rede TIC e Sociedade). Licenciado em ensino de Educação Visual e Tecnológica, Mestre em Informática Educacional pela Universidade Católica Portuguesa. Correntemente, frequenta pós-graduação em Programação e Robótica na Educação pelo Instituto de Educação da Universidade de Lisboa. Tutor online na Universidade Aberta. Formador especializado em introdução à modelação e impressão 3D em contextos educacionais na ANPRI (Associação Nacional de Professores de Informática) e CFAERC. Co-criador do projeto de robótica educativa open source de baixo custo Robot Anprino. Colaborador do fablab Lab Aberto, em Torres Vedras. O seu mais recente projeto é ser um dos coordenadores do concurso 3Digital, que estimula a utilização de tecnologias 3D com alunos do ensino básico e secundário.